domingo, 20 de dezembro de 2015

Meta de leitura: férias! (2015/2016)

Olá, pessoal! Olá, férias!

Bom, dá pra ver pela minha lista de leituras desse ano que ele não foi muito produtivo pra mim, né? É que 2015 foi meu primeiro ano da faculdade, então ficou difícil encaixar o hábito de ler no meu dia a dia - além disso, passei por uma "crise de identidade de leitora", de não saber mais que tipo de livro me agradava, mas isso fica pra outro post...

Enfim, quero aproveitar que estou super empolgada com minhas férias (vou ficar livre até março!) pra já separar os livros que pretendo ler, porque quero botar muitas leituras em dia durante esses próximos meses! Eu pretendia fazer esse post em vídeo, mas como minha rotina ainda está corrida, vai ser em escrito mesmo - espero que gostem!

Para Dezembro/2015:


Isso é uma vergonha, mas preciso compartilhar: Comecei essa leitura em Julho. Aconteceu que o livro não estava me interessando muito, então acabei intercalando com outros e ele foi ficando pra trás... Quero concluí-lo de qualquer maneira porque foi enviado por uma editora parceira, então acho justo ao menos ler e resenhar, mesmo que eu definitivamente não goste. Ainda falta pouco mais da metade, então a partir de amanhã (que é quando estarei oficialmente livre) me dedicarei a concluir essa leitura até o final do ano!




Para Janeiro e Fevereiro/2016:


Ganhei esse de presente do meu namorado no meu aniversário - eu faço em fevereiro - então já passou da hora de ler! A única experiência que tive com Jane Austen foi Orgulho e preconceito, e confesso que não gostei muito, mas vejo muita gente amando a autora e pretendo dar uma segunda chance de verdade. Com certeza será uma das primeiras leituras de 2016.







Quando descobri que, na biblioteca da minha faculdade, qualquer livro emprestado no final do ano só precisaria ser devolvido em março do ano seguinte, decidi escolher algum pra passar as férias comigo. Ando gostando muito de ler contos, mas nunca li contos do Drummond - apesar de adorar sua poesia -, então essa foi minha escolha. Aposto que vai ser uma leitura muito prazerosa para as férias.






Taí uma história bacana: no ensino médio, meu professor de matemática, que sabia que eu gostava de ler, entrou na sala e deixou esse livro na minha carteira, dizendo assim "lê esse". Achei o gesto tão legal que comecei a ler em seguida, e fiquei encantada. É o discurso de um professor que vai morrer em breve, mas antes deixa para seus filhos dicas muito úteis para a vida! A leitura foi uma baita experiência pra mim lá em 2011, então tenho certeza que terei novas percepções e um aproveitamento diferente, nessa releitura que farei em 2016!

Essas são as minhas metas mais concretas para as férias! Tem mais alguns livros que quero ler se sobrar tempo, além do que quero testar o Kindle unlimited - e com certeza vou encontrar algo interessante para acrescentar nessa meta -, mas por enquanto é isso. Em março, eu volto pra contar o que eu realmente li!

A todos boas festas, um natal recheado de livros e um 2016 de leituras e momentos incríveis!

Beijo,
Ná Mazzilli

domingo, 13 de dezembro de 2015

Top 5 - Autores que li em 2015 (e amei!)

Oi gente!

Hoje vim trazer um post com autores que li pela primeira vez em 2015 e que já ganharam um lugarzinho especial no meu coração! <3 Vamos lá!

Jennifer Niven 
Da Jennifer, eu li Por Lugares Incríveis e sinceramente, foi o melhor livro que li esse ano e por isso ela não poderia ficar de fora dessa lista! A escrita é fluida e tranquila e o livro é espetacular. Tem resenha aqui pra quem quiser saber mais sobre a história. 

Nora Roberts
Nem acredito que FINALMENTE li Nora Roberts. Decidi começar pelos romances e acho que acertei em cheio! A escrita da autora é leve e envolvente. No momento estou lendo o terceiro livro da Série Quarteto de Noivas e estou amando! Quero ler muito mais da autora! A resenha do primeiro livro da série está aqui,

Leigh Bardugo
Não sou da maiores fãs de fantasias e já disse isso inúmeras vezes aqui no blog. Mas, sinceramente, fiquei apaixonada pelo universo e escrita da Leigh Bargudo quando li o primeiro livro da série Grisha. Uma fantasia envolvente e pertinente. Estou louca para ler os proximos livros! 

Jojo Moyes
Dona de romances que encontaram meu coração, Moyes é envolvente. Até o momento, li A garota que você deixou para trás - incrível, com um mix de passado e presente e personagens marcantes e Como eu era antes de você - que trata de assuntos delicados e tem personagens cativantes. Com certeza lerei os outros livros da autora!

Jay Asher
Jay está aqui por Os 13 porquês. Ele me proporcionou uma imensa e profunda viagem pela mente de uma garota. Por todos os seus medos, receios e vivências adolescentes. Hannah é memorável. Inesquecível. Li também O futuro de nós dois dele, que é amorzinho! <3 

Então é isso! Esses foram alguns autores que finalmente li esse ano e já amo! Me contem alguns de vocês!! 

Beijos, 
Ká Andrade


domingo, 6 de dezembro de 2015

À procura de Audrey - Sophie Kinsella

Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501104632
Número de páginas: 336
Sinopse: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.


domingo, 29 de novembro de 2015

TAG: Divertidamente

Oi, pessoal!
Tava com saudades de gravar uma Tag, então escolhi essa que é de um filme que eu adoro =)

Livros citados:

É isso, pessoal!
Espero que tenham gostado, e sintam-se á vontade para responder a essa Tag também.

Beijo,
Ná Mazzilli

domingo, 22 de novembro de 2015

Isla e o final feliz - Stephanie Perkins

Autora: Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577396
Número de páginas: 304
Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.

domingo, 15 de novembro de 2015

Top 5 - Livros que ganhei de aniversário

Oi gente! Para quem não sabe, hoje, dia 15 de Novembro é o meu aniversário de 20 anos :)
E como caiu num domingo - dia de post aqui no blog - resolvi fazer um post selecionando os meus livros preferidos que ganhei de aniversário nesses meus 13 anos de leitora assídua. Foi bem difícil de escolher os livros, e o meu próprio critério de seleção para os livros. Mas acabei decidindo por escolher como propósito para o meu Top  5, os livros que eu mais gostei de ganhar nesse dia tão especial. Como já contei para vocês em outro post, minha paixão por livros começou justamente no meu aniversário de 7 anos, quando pedi (e recebi!) alguns livros de presente de aniversário da minha família.
Foi bem difícil selecionar apenas 5 livros para colocar aqui, e depois que recebi o meu presente de hoje, fui obrigada a criar um "bônus" para falar um pouquinho sobre meu mais novo livro. Lembrando que a disposição não está em ordem de preferência - algo que é impossível definir.

Pride and Prejudice - Jane Austen
Ganhei essa edição maravilhosa de Orgulho e Preconceito (um dos meus livros preferidos de todos os tempos), em inglês, da minha irmã no meu aniversário de 19 anos (2014). Foi muito muito muito bom ganhar esse livro, pois fazia muito tempo que eu queria uma edição melhor deste livro que gosto tanto, já que a outra que eu tinha era uma versão pocket que acabava não fazendo jus a esta história maravilhosa.





As crônicas de Nárnia - C. S. Lewis
Este foi outro presente maravilhoso, que ganhei no meu aniversário de 11 anos (2006). Quis muito ler essas histórias depois de ter visto o filme de O leão, a feiticeira e o guarda-roupa que saiu em 2005, mas na época o livro custava R$90,00 e não dava para comprar assim do nada. Então, no ano seguinte acabei ganhando-o dos meus pais. Foi até melhor pois eu já estava mais crescida e consegui aproveitar mais a leitura.





Desventuras em Série - Lemony Snicket
Impossível escolher apenas um livro desta coleção para adentrar nesse Top 5, já que ao longo dos anos eu ganhei vários volumes de várias pessoas diferentes para completar uma das minhas coleções preferidas. Assim, tenho muito a agradecer aos meus pais, irmã, várias amigas e avós por me darem esses livros maravilhosos.






Feitiços e Sutiãs - Sarah Mlynowski
O livro foi meu presente da minha avó em 2007, quando estava fazendo 12 anos. Lembro-me de querê-lo desesperadamente pois acreditava que seria um livro maravilhoso de ler. E realmente foi. Se tornou uma das minhas séries preferidas da minha fase pré-adolescente, que reli umas 7 vezes.

Harry Potter - J. K. Rowling
Como boa potterhead que sou, claro que ter ganhado de presente um box maravilhoso com a coleção completa em edição comemorativa especial com capa-dura, teria que ser um dos melhores presentes do universo, não? E óbvio que foi! Também foi muito especial ter ganhado esses livros no meu aniversário de 18 anos (2013). Desde que ganhei os livros ainda não os li, pois tenho até receio de mexer nesses livros maravilhosos.





BÔNUS
O casamento da princesa - Meg Cabot
E hoje, no meu aniversário de 20 anos, eu ganhei esse livro maravilhoso, que levou anos para ser lançado. Impossível não amá-lo muito, ainda mais depois de tanto tempo de espera. Foi só uma pena que a editora só lançou um estilo de capa de acordo com a nova edição que foi lançada. Como eu tenho todos os outros volumes da série com a capa antiga, acabou ficando um pouco destoante. Mas internamente, ele possui a mesma essência mágica dos demais e eu mal vejo a hora de lê-lo.




Espero que tenham gostado desse Top 5 mega especial para mim :)

Beijinhos,
Nic Kloss.


domingo, 8 de novembro de 2015

Liliane Prata

Oi!
Tenho que me redimir porque deixei de postar no domingo passado, então resolvi trazer uma dica deliciosa e perfeita pra esse fim de domingo. Essa dica é... uma pessoa. Mas vou contar tim tim por tim tim do que ela faz; vamos lá?

Crônicas

 Conheci a Lili na época em que eu era viciada na Capricho, era assinante da revista e assídua na comunidade do Orkut. Minha parte preferida sempre foi a última página - aquela com uma crônica, sabe? A Lili era quem escrevia na época, eram textos leves e com os quais eu me identificava bastante, então de cara gostei da autora.

 Infelizmente, não encontrei nenhum compilado com todas as crônicas publicadas, mas tem alguns deles na páginas de Textos, do site Liliane Prata, pra quem quiser conhecer.


Livros

 Alguns anos depois, nem lembro bem porque, me deparei com um livro dela em pdf: O diário de Débora. Minha adolescência foi recheada de leitura de "diários", mas lembro que esse eu li no computador, mesmo. Comecei despretensiosamente e acabei bastante envolvida com o cotidiano divertido da Débora e os dramas adolescentes dela.

Além de O diário de Débora 1 e 2, a Lili tem outros livros publicados (dá pra conferir lá no site), mas o mais recente - e que tô com bastante vontade de ler -, é o Eu odeio te amar. Confesso que não sou fã de chick-lit, mas só o fato de ser da autora é suficiente pra me despertar curiosidade.



Vídeos

Eu redescobri a autora no Youtube, e é sobre isso que mais quero falar.

A Lili é daquelas pessoas que inspiram, sabe? Toda culta, tranquila, bem humorada. Ela faz vídeos bastante reflexivos, sobre o mundo atual, questões que mulheres vivem, a internet, essas coisas... Muitas vezes recomenda livros e ideias de filósofos (a moça é formada em jornalismo e em filosofia!), o que pra mim deixa tudo mais interessante.

Recentemente, ela começou a gravar o "Lili de bolso", que é uma série de vídeos curtinhos sobre um ou outro assunto. Tá precisando relaxar, ter um tempinho pra ficar pelo computador e pensar na vida? O canal da Liliane é perfeito pra isso! Ela também compartilha passagens engraçadas da vida e da filhinha na página do face ;)



Bom, chega de babar ovo, né?
Espero que tenham gostado da dica e aproveitem pra conhecer o trabalho da autora/youtuber!

Beijo,
Ná Mazzilli

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Sombra e Ossos - Leigh Bardugo

Autora: Leigh Bardugo
Editora: Gutemberg
ISBN: 9788582350638
Número de páginas: 288
Sinopse: Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.
A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.
Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

O assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie

Autora: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 9788520934784
Número de páginas: 200
Sinopse: Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.
O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Top 5 - Livros infantis

 Eu adoro fazer listas, especialmente nesse estilo "top 5". E também adoro livros infantis, mesmo hoje em dia. Por isso, fiquei bastante surpresa quando fui xeretar pelos posts do blog e reparei que nunca elegi meus livros infantis prediletos! Já que é dia das crianças e o facebook tá bombando de fotos nostálgicas, é o momento perfeito pra relembramos os livros da nossa infância também, que tal?

O mágico de Oz - L. Frank Baum

Li recentemente, mas fiquei encantada. A história é muito divertida, cheia de lições e tem descrições incríveis do caminho, dos lugares... Um clássico, realmente, que todo mundo deveria aproveitar pra ler.








O diário de um banana - Jeff Kinney

Aposto que já falei sobre essa série aqui, mas ela não poderia faltar nessa lista. Li quando já não era criança, uma vez que comprei de presente pro meu irmão mais novo, e me diverti muito. Por fim, todo mundo em casa leu. É uma mistura de texto e quadrinhos muito bem humorada, recomendo!








A bolsa amarela - Lygia Bojunga

Esse sim eu li quando era criança, e acho que foi a primeira vez que me identifiquei pra valer com um personagem; lembro que fiquei apaixonada. Ele é repleto de metáforas, e ainda assim muito simples e delicioso. É daqueles que quero guardar pra que meus filhos leiam, sabe?








Tipo assim, Clarice Bean - Lauren Child

Escolhi esse título pra ilustrar, mas quero recomendar toda a série da Clarice Bean. Eu já não era criança quando li, mas ainda assim achei a história divertidíssima! O modo como a autora descreve a personagem é demais, e a leitura é deliciosa mesmo quando está narrando momentos cotidianos. Acho que essa coleção deveria ser bem mais conhecida do que é.





O pequeno vampiro - Angela Sommer Bodenburg

Quando eu tinha uns 10 anos, tive uma professora que levava todos os alunos na biblioteca da escola pra escolhermos um livro cada um. Meu irmão mais novo não tinha essas visitas, então em casa a gente se revezava pra ler o mesmo livro (eu lia um capítulo, depois ele lia o mesmo, e assim ia); lembro que esse livro foi o que mais deu briga! Nós ficamos fascinados pela história, inclusive cheguei a ler os outros volumes da série, e até hoje lembro dela com muito carinho.





É isso, pessoal!
Foi muito gostoso relembrar essas leituras que me marcaram, então façam um esforcinho pra lembrar a de vocês também, e comentem =)

Beijo,
Ná Mazzilli

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Americanah - Chimamanda Ngozi Adichie


Autora: Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das letras
ISBN: 9788535924732
Número de páginas: 516
Sinopse: Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela se depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência. Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero.

domingo, 20 de setembro de 2015

"Algum dia" equivale a "nunca"?

 Oi, pessoal!
 Vim falar com vocês sobre algo que eu adoro: organização. Não é que eu não faça bagunça, mas tenho muito prazer em arrumar tudo depois. É por isso que, assim que vi um vídeo em que a Jout jout falou sobre o A mágica da arrumação, fiquei interessada em ler. Então eu acabei encontrando-o numa livraria, na semana passada, e não resisti.

 Pra ser sincera, ainda não terminei a leitura. Estou lendo devagar, tentando entender e memorizar todas as técnicas, porque quero testar o método de Marie Kondo só depois de ter lido o livro todo e pego todas as dicas. Já adianto que a escrita é bem tranquila, interessante, e as regras delas são bem diferentes do que vemos por aí, em sites e revistas sobre organização. 

 A principal ideia de Marie, pelo que percebi até agora, é descartar e só então arrumar. Desse modo, guardando só aquilo que realmente merece ficar, sobra mais espaço para tudo ficar bem organizado. O modo como ela sugere que selecionemos aquilo que deve ficar é o que mais me intriga: ela diz que precisamos olhar para o objeto, segurá-lo na mão e nos perguntar "isso me traz alegria?". De início pensei que parecia estranho, mas conforme fui lendo começou a fazer mais sentido.


 Essa técnica não estava parecendo muito difícil, pra mim, até o momento em que ela tocou naquele que é o meu ponto fraco - e desconfio que também seja o seu -: os livros. É fácil pra mim pensar em doar roupas que não gosto ou não me servem mais, mas não consigo fazer o mesmo com os livros. A estante que tenho no quarto é relativamente grande, mas já não comporta tudo o que tenho.

 Recentemente, resolvi separá-los em lidos e não livros, colocando aqueles que ainda estão na fila em uma prateleira separada. Pensei que isso me daria mais vontade de lê-los, mas a verdade é que muitas vezes me pego olhando pra essa prateleira e são poucos os que me dão ânimo de parar o que estou fazendo e começar a ler. Sempre que meu namorado perguntava "por que você não doa esses livros?", eu respondia "eu vou ler, um dia".

O que Marie Kondo diz é exatamente isso: se você não leu esse livro até hoje, por mais que tivesse muito interesse quando comprou, é porque não vai ler mais. E mesmo aqueles que paramos pela metade não precisam ser lidos até o final. Fiquei um pouco chocada com a perspectiva de doar livros que ainda nem li, mas confesso que o que ela diz faz sentido. Me sinto pressionada para ler a fila que está na minha prateleira de não lidos, mas eles não me causam tanto interesse, então meu ritmo de leitura simplesmente diminui.

 A autora também fala sobre doar livros já lidos e que não trazem alegria ou não despertam carinho, o que é assustador, mas pra mim é melhor do que doar aqueles que sequer cheguei a ler. Ainda assim, quero tentar fazer um esforço e retirar da minha coleção aqueles livros que não me interessam, mesmo que um dia tenham me interessado muito.

"Em relação aos livros, timing é tudo. O primeiro encontro com um livro é o momento ideal para lê-lo. Para não perder esse momento, recomendo que você mantenha um acervo pequeno." (p. 81)

 Vou fazer esse exercício de separar tudo aquilo que devo descartar, assim que concluir a leitura do A mágica da arrumação, e depois compartilho de vocês se deu certo e do quanto consegui me desapegar. Fiquem de olho no twitter e no facebook para acompanhar!

 O meu dilema é: para onde mandá-los? Quero que eles sejam lidos, e por isso não acho justo vender ou doar para pessoas que sei que continuarão guardando assim como eu faria. Por isso, estou aceitando sugestões! hehe

É isso, pessoal! E você, já pensou em doar seus livros?!

Beijo,
Ná Mazzilli

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Album de casamento - Nora Roberts

Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412215
Número de páginas: 288
Sinopse: Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.

domingo, 30 de agosto de 2015

O rei do picles - Rebecca Promitzer

Autora: Rebecca Promitzer
Editora: Cia das letras
Ano: 2010
ISBN: 9788535917574
Número de páginas: 328
Sinopse: A cidade de Elbow é conhecida por apenas duas coisas: chuva e picles. Chove todo dia em Elbow, principalmente no verão, e sem parar. E é de lá que vem o Chili Herman Língua do Diabo, o picles mais potente já criado pelo homem e o prato oficial da cidade. Mas Bea e seus amigos - as únicas crianças que não foram viajar nas férias de verão - vão descobrir que Elbow tem um terceiro ingrediente: mistério.


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Segredos de uma noite de verão - Lisa Kleypas

Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414271
Número de páginas: 288
Sinopse: Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar. Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle. No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar – apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz. As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso. No primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Leituras do mês: #MLI2015 e #ML24horas

Oi, pessoal!

Contei pra vocês que ia participar da Maratona literária de inverno 2015, e inclusive mostrei os livros que pretendia ler. E dessa vez, ainda que não tenha lido exatamente o que pretendia, os resultados foram super positivos! Gostei tanto da experiência que resolvi fazer a conclusão em vídeo, contanto em detalhes o que li em cada semana. Vem ver!


Livros citados:
O amor de uma boa mulher - Alice Munro
A ignorância - Milan Kundera
O rei do picles - Rebecca Promitzer
Perto de você - Bella Andre
Antes de partir desta pra uma melhor - Jonathan Tropper
Os e-mails de Holly - Holly Denham

Esqueci de comentar no vídeo, mas no total foram 1.100 páginas lidas! Até que é bastante coisa, né?

Além de fazer a Maratona de inverno, resolvi participar também de uma Maratona de 24 horas, que a Duda organizou. Foi um dia muito gostoso e gravei um vlog do dia todo pra vocês, assistam também:



Foi tudo isso! Espero que tenham gostado!

Beijo,
Ná Mazzilli

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Para todos os garotos que já amei - Jenny Han

Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577266
Número de páginas: 320
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.





domingo, 19 de julho de 2015

Peter Pan - J. M. Barrie

Autor: J. M. Barrie
Editora: Zahar
Número de páginas: 256
ISBN: 9788537811535
Sinopse: Um dos mais populares clássicos infantis, Peter Pan é uma história que, une gerações, contagiando também adultos com sua energia, imaginação e um enredo que permite diversos níveis de interpretação. Como pó de fada, há cem anos esse livro transporta os leitores para um mundo mágico, povoado pela família Darling e pelos habitantes da Terra do Nunca - Peter Pan, os meninos perdidos, Sininho, crocodilos, sereias, o Capitão Gancho e seus piratas...




segunda-feira, 13 de julho de 2015

Top 5 - Séries prediletas

Oi gente,

Trouxe um post hoje um pouco diferente, onde vou falar para vocês das minhas cinco séries preferidas. Vamos lá!

#1 Grey's Anatomy 
Na série médica, que mistura o ambiente hospitalar com o drama vivenciado pelos personagens, conhecemos Meredith Grey - filha de uma médica renomada, que acaba de ingressar no programa de cirurgia do Seattle Grace Hospital. Ela, junto de um grupo de internos (Cristina, Izzie, George e Alex) começam a traçar sua vida como médicos. O que mais amo em Grey's é a mistura perfeita de drama, vivência real, tragédias e amor. Temos episódios tristes, tocantes, felizes, inusitados. Tudo junto e com maestria. Na minha opinião a série teve sim seus autos e baixos, mas agora que entrará na 12ª temporada, tem muito a oferecer - apesar dos pesares. Super recomendo! 


#2 Criminal Minds 
A equipe de análise comportamental do FBI, conhecida como BAU (Behavior Analises Unity) comandada por Aaron Hotchener desvenda a mente dos suspeitos, buscando encontrar o verdadeiro crimonoso por trás de cada assassinato ou desaparecimento. Amo CM! Adoro séries polícias, mas essa é de longe a minha predileta. Apesar de envolver mais a parte da investigação, durantes os episódios somos levados aos lados pessoais dos personagens e é quase impossível não se apaixonar. Fica aqui meu amor maior por Dr. Reid, um gênio nerd que não tem papas na língua! A série já foi confirmada para a 11ª temporada! <3



#3 Gilmore Girls 
Lorelai e Rory Gilmore vivem na pacata Stars Hollow onde todos sabem da vida de todos. Lorelai que ficou grávida cedo, saiu da casa dos pais e contruiu sua vida com a filha. No seriado, podemos acompanhar a vivencia de ambas, seu crescimento, autos e baixo e tudo mais. Como não amar os personagens cativantes e engraçados, o vício de Lorelai por café e amor de Rory por livros? Super recomendo! A série tem 7 temporadas e acabou em 2007 (e que season finale MARAVILHOSO!).


#4 My Mad Fat Diary 
Apesar de amor recente, preciso incluir a história da Rae aqui! Baseado no livro homônimo, MMFD conta a história de Rachel Earl, que acabou de sair de uma clinica psiquiatrica e acaba esbarrando na sua amiga de infância quando volta pra casa. Essa amiga, Chloe, agora tem outros amigos  e Rae tenta se encaixar no mundo adolescente do qual não se sente pertencente. Vale ressaltar aqui que a história fala sobre bullying, transtornos alimentares, tentativas de suicídio... mas também é regrada de muita música boa dos anos 90 e consegue ser divertida (e triste) na medida certa. O último episódio da terceira (e ultima :[[[) temporada foi exibido dia 06 de Julho de 2015. 



#5 Cold Case 
Lilly Rush é uma detetive que trabalha com casos antigos, que foram arquivados sem resolução. Ela, que tem como parceiro Scott e mais uma equipe sob a qual é responsável, mergulha nas mais diversas histórias atrás da verdade. A parte mais interessante era vivenciar os flashbacks, voltar décadas até, tentando desvendar como os crimes foram cometidos. Como disse, amo séries policiais, e essa é uma das mais legais. Entretanto, eu diria, é a que menos envolve a parte pessoal dos personagens apesar de ter episódios onde esses fatores são predominantes. 


Espero que vocês tenham gostado! Aceito sugestões de mais séries para assistir e contem aí quais são as suas prediletas! <3 

Beijos, 
Ká Andrade

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Minha vida fora de série: 3ª temporada - Paula Pimenta

Autora: Paula Pimenta
Editora: Gutemberg
ISBN: 9788582352557
Número de páginas: 424
Sinopse: Dois anos se passaram desde a 2ª temporada de Minha vida fora de série. Priscila, agora com 19 anos, percebe que tem que deixar a adolescência para trás e começar a lidar com as responsabilidades da vida adulta: o namoro com Rodrigo, cada vez mais sério; o início da faculdade, que ela ainda tem dúvidas se escolheu a certa; as novidades na família, que mais uma vez transformam seu cotidiano. Mas, como nos seriados que tanto ama, ela também vai passar por muitas reviravoltas e confusões, e descobrir que alguns acontecimentos de episódios passados podem afetar os atuais. Não perca mais esta temporada imperdível da vida fora de série de Priscila.

domingo, 28 de junho de 2015

Maratona literária de inverno 2015!

 Vamos ler?!
 Quem acompanha o blog há algum tempo já me viu fazendo maratonas em 2013 e em 2014, e também já viu que eu nunca consigo ler tudo o que me proponho a ler, rs. Mas sou brasileira, né, então resolvi tentar mais uma vez - até porque, pra quem não lê um livro inteiro há meses, qualquer leitura é válida - nessas férias. O período da maratona vai de 06/07 a 03/07, que é perfeito porque vou estar na casa dos meus pais nesse tempo.
 O Victor, do Geek Freak, fez um vídeo explicando tudinho como funciona, então quem quiser participar também é só ir lá assistir. Também tem o evento no facebook, onde acontecerão os desafios, e dessa vez quero participar da interação com o pessoal, porque parece ser bem legal. Lá no evento tem os temas de sugestão pra cada semana, mas preferi não segui-los.
 Já que essa é minha última postagem antes de Julho, já vou deixar aqui minha TBR!
 Como li muita coisa para a faculdade nesse semestre, resolvi que a maratona vai ser para relaxar e colocar um pouquinho em dia minhas leituras por prazer. Meu intuito não é terminar, necessariamente, nenhum desses livros, e sim ler tantas páginas quanto possível. Olha só o que eu separei:

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Métrica - Colleen Hoover

Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501401861
Número de páginas: 304
Sinopse: Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.







segunda-feira, 15 de junho de 2015

A lista - Cecelia Ahern

Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636832
Número de páginas: 384
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

domingo, 7 de junho de 2015

O que eu estou lendo?

(Ou Porque eu não termino livro nenhum)

 Lembram da coluna O que você está lendo?, aqui do blog? Eu gostava muito dela, mas optamos por deixá-la de lado quando começamos a gravar as leituras do mês, já que os dois juntos ficaria repetitivo. Mas, nesse período mais devagar do blog, não vamos conseguir gravar vídeo todo mês - até porque, olha só, eu não estou terminando nem um livro por mês! -, então achei que seria legal mostrar pra você o que ando lendo. É bastante coisa, vem ver!

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Como eu era antes de você - Jojo Moyes

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573299
Número de páginas: 320
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

domingo, 24 de maio de 2015

Comprei um livro com defeito, e agora?

Hoje vou falar sobre algo que nenhum leitor quer que aconteça consigo mesmo: comprar um livro e ele apresentar algum defeito. Infelizmente, essa situação já aconteceu comigo em duas circunstâncias diferentes e vou aqui falar sobre a minha experiência lidando com cada uma delas.

Já contei para vocês que desde pequena sou uma leitora assídua, e a na minha mente de criança, eu nunca imaginava que um livro pudesse apresentar algo que não deveria estar ali. Afinal, eram objetos preciosos, feitos com o maior cuidado por pessoas especiais e para pessoas especiais. Com o passar dos anos, fui entendendo mais como funciona uma editora gráfica e percebi que livros podem sim, apresentar defeitos de "fabricação", como acontece com sapatos, bolsas, roupas, etc. 

Mas por que isso acontece e o que podem ser esses defeitos? 
Não encontrei algo concreto que explicasse porque qualquer produto pudesse apresentar defeitos, mas acredito que como tudo fabricado pelo homem, possa estar sujeito a algum erro, não é mesmo? Mas pelos meus conhecimentos obtidos na faculdade, imagino que suas causas podem estar relacionados com problema nas máquinas de impressão e montagem, e instrumentos afins.
Os defeitos mais comuns que eu já ouvi relatos são com relação às páginas: estarem rasgadas ou cortadas, impressas errado, grudadas, com folhas faltando ou em excesso, ou até mesmo em branco. 
Mas também existem defeitos com relação à capa, brochura, e outros locais.
É importante ressaltar que erros de revisão e gramática não são caracterizadas como "defeitos", mas ainda assim podem e devem ser reportadas à editora para correção em uma edição futura.

Minha primeira experiência: Poseidon - Anna Banks
 No ano passado, recebi de parceria com a Editora Novo Conceito o livro "Poseidon" da Anna Banks. Não iniciei a leitura de imediato, mas durante uma folhada no livro, percebi um efeito diferente em algumas páginas, e voltei um pouquinho no livro para dar uma olhada melhor no que eu acreditava ser um  "detalhe". Minha surpresa foi enorme quando encontrei  duas folhas rasgadas pela metade, já que algo parecido ainda não tinha acontecido comigo. Entrei em contato pela editora no canal de comunicação que tínhamos para tratar sobre assuntos de parceria, e logo recebi um retorno. Pediram para que eu enviasse fotografias do defeito do livro, e alguns dias depois me responderam pedindo que eu enviasse o livro pelo correio para eles (com o custo bancado pela Novo Conceito), onde a situação seria avaliada e então me enviariam um exemplar novo. O processo inteiro levou um mês para ser solucionado, sempre com a editora entrando em contato para garantir o recebimento do produto completo.

Minha segunda experiência: O livro dos vilões - Cecily von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreud e Fábio Yabu 
E este ano tive a infelicidade de mais uma vez ser agraciada com um livro defeituoso. Adquiri "O livro dos vilões" em fevereiro (e como a minha participação na coluna Novos na estante está bem desatualizada, ele ainda não apareceu por aqui!), mas não sei por qual razão, foi um livro que eu não folheei e analisei quando cheguei em casa, e também não o havia feito na livraria física, onde realizo uma análise profunda para decidir qual dos exemplares do mesmo título eu irei levar (Confesso que esse processo é bem bizarro, quem sabe um tema para um próximo post de conteúdo mais aleatório? Se quiserem, é só pedir!).
Pois bem, no início de Abril, fiquei com uma vontade de ler contos, e ele era o livro perfeito. Porém, logo na leitura do primeiro conto, o da Cecily, eu percebi que as últimas páginas estavam com o seu topo "desalinhado" do resto do livro, perdendo assim as últimas linhas. Desta vez fiquei em dúvida com quem eu poderia reclamar, então acabei voltando na livraria para escutar o que eu já imaginava: que o contato teria de ser feito com a editora.
Primeiro, enviei um contato através do site da editora, e não obtive respostas durante uma semana. Resolvi procurar melhor no site onde eu poderia falar diretamente com um funcionário em um caso como esse, e encontrei um endereço de e-mail, para o qual enviei uma breve explicação da situação e imagens do livro, e obtive uma resposta em menos de 20 minutos. Dessa vez, a editora pediu meus dados e me enviou o livro primeiro (recebi o novo exemplar esta semana, aliás), além de solicitar a devolução do livro defeituoso que eu tinha adquirido, com o custo do correio bancado pela Record. Esse processo foi um pouquinho mais longo, demorou em torno de um mês e meio.

E quais as conclusões disso?
Que sempre que você compra um livro com algo errado, deve entrar em contato diretamente com a editora! E não desistir, caso não tenha tido êxito numa primeira tentativa de contato. Fico muito contente que meu problema sempre foi solucionado e dentro de excelentes parâmetros, mas pode ser que não seja sempre assim, então não dá para desistir, não é? ;) Se vocês tiverem qualquer experiência nesse assunto, não deixem de compartilhar nos comentários, e se o caso de vocês foi resolvido na livraria, me contem como foi!


Espero que vocês achem as informações úteis!
Beijos,
Nic Kloss.

domingo, 17 de maio de 2015

A importância do ato de ler

 Oi!

 Não sei se já cheguei a comentar aqui, mas esse ano comecei a cursar Pedagogia. Um dos primeiros textos que li pra faculdade foi sobre a leitura, e achei que seria interessante falar um pouquinho sobre ele aqui no blog. Então, finalmente tirei um tempinho pra conversar com vocês! Pra quem tiver interesse de ler o texto na íntegra (recomendo, aliás), aqui está o link. É do Paulo Freire, e foi publicado num livrinho chamado "A importância do ato de ler em três artigos que se completam".

 O texto traz algumas discussões bastante interessantes sobre o modo como andamos lendo atualmente e, mais do que isso, sobre o modo como estamos ensinando as crianças a ler. Ele fala sobre uma coisa que achei muito bonita: a palavramundo. Diz que, antes mesmo de aprendermos a ler as palavras, sílaba por sílaba, a gente já começa a aprender a ler o mundo ao nosso redor, com toda a curiosidade que a gente tem quando é criança. E que, portanto, toda leitura que fazemos já vem carregada da nossa própria experiência. Acho que é por isso que um mesmo livro pra mim é diferente pra você.

"Os “textos”, as “palavras”, as “letras”, daquele contexto se encarnavam também no assobio do vento, nas nuvens do céu, nas suas cores, nos seus movimentos; na cor das folhagens, na forma das folhas, no cheiro das flores - das rosas, dos jasmins -, no corpo das árvores, na casca dos frutos."
 O autor ainda traz, na discussão, uma questão que sempre pensei, como leitora. Pensava se o modo como nos ensinam a língua, na escola, com tantas regras e exceções, realmente era o que formaria a nossa escrita. Pra ser sincera, sempre tive muita dificuldade em aprender gramática, mas me virava bem porque era acostumada a ler. Paulo Freire escreveu, mais ou menos nessa mesma ideia, que para memorizar algo não bastava uma leitura mecânica, seria preciso realmente apreender o assunto.

 Ainda tem uma coisa, no texto, que acho que atinge nós, leitores. Quantas vezes você ouviu alguém dizer que não gosta (ou gostava) de ler porque foi obrigado a ler os clássicos na escola?

 Reconheço o valor dos clássicos, e isso o autor também faz, mas questiona até que ponto os professores estão realmente incentivando a leitura quando determinam os livros e a quantidade de páginas que os alunos devem ler - ou melhor, engolir, porque na maioria das vezes não diz respeito aos interesses deles. E tem mais uma coisa! Será que, quando alguém se propõe a escrever um livro, atualmente, está interessado simplesmente em preencher um grande número de páginas? O Danilo, do Cabine literária, fez um vídeo sobre mais ou menos isso.
"A regência verbal, a sintaxe de concordância, o problema da crase, o sinclitismo pronominal, nada disso era reduzido por mim a tabletes de conhecimentos que devessem ser engolidos pelos estudantes. Tudo isso, pelo contrário, era proposta à curiosidade dos alunos de maneira dinâmica e viva, no corpo mesmo dos textos, ora de autores que estudávamos ora deles próprios, como objetos a ser desvelados e não como algo parado, cujo perfil eu descrevesse."
É isso, pessoal! Caso tenha ficado mal explicado algum ponto que eu trouxe, recomendo que façam vocês mesmos a leitura. Pensei que seria interessante falar sobre esse texto com vocês pra, quem sabe, vocês dividirem opiniões sobre esses temas. Nos contem, também, o que acham desse estilo de post mais diferente, ok?

Beijo,
Ná Mazzilli

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Recadinho!

Oi pessoal,

Como vocês podem notar, estamos sumidas.

Cada uma de nós está passando por uma fase diferente na vida e isso tem acarretado em diversas coisas como falta de tempo, disposição e principalmente falta de post! rs

Por isso, decidimos que a partir da semana que vem liberaremos um post todo domingo. Pode ser que seja sobre livros, pode ser que não. Vamos buscar outros assuntos para falar sobre e queremos a opinião de vocês comentando!

Estamos nos ajustando para poder voltar com tudo para o blog e pedimos paciência, pois não será um processo rápido.

Esperamos que vocês entendam, aguardem e não nos abandonem. Domingo já tem post novo!
(No momento as leituras do mês estão suspensas já que não temos lido muita coisa hehe)

Beijos e até breve,
Ká, Nic e Ná :)

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Por lugares incríveis - Jennifer Niven


Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765572
Número de páginas: 336
Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.


segunda-feira, 6 de abril de 2015

Renascer de um outono - Samanta Holtz

Autora: Samanta Holtz
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542803600
Número de páginas: 328
Sinopse: A vida aos dezoito anos está muito diferente do que Anna Hills havia sonhado. Sozinha em uma cidade estranha, reprovada no vestibular e demitida do emprego, ela enfrenta a difícil batalha para superar o desânimo e ir em busca de um lugar no mundo que possa chamar de seu.
Determinada a deixar os fracassos para trás, Anna descobre nos classificados a vaga para baby sitter de uma garotinha que vive com o tio. No entanto, ela não imagina que aquele pequeno anúncio de jornal se tornará o passaporte para as maiores emoções da sua vida, colocando-a face a face com mudanças, escolhas e com John, o rapaz que amava em segredo desde a infância, em um encontro que os levará a desvendar o verdadeiro sentido do amor, da vida e da importância de fazer cada instante vivido valer a pena.
Em uma tortuosa e apaixonante jornada, Anna descobrirá a força de uma grande amizade, a dificuldade de se conquistar o coração de uma criança e, acima de tudo, o poder transformador do amor, naquele que será o melhor e o pior outono da sua vida.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

TAG das Séries!

Oi, gente!

Trouxe hoje uma TAG bem legal que vi no canal da Pâm Gonçalves, criada pela Nine para falar um pouco sobre o que eu gosto e tenho visto! :)



Espero que gostem!

Beijos,
Ká Andrade

segunda-feira, 30 de março de 2015

Twittando o amor - Teresa Medeiros

Autora: Teresa Medeiros
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635552
Número de páginas: 208
Sinopse: Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever? Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas. Agora que Abby voltou a escrever - e a viver -, ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Amy & Matthew - Cammie McGovern

Autora: Cammie McGovern
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501070180
Número de páginas: 336
Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.

terça-feira, 10 de março de 2015

Livro X Filme: Simplesmente acontece (Love, Rosie)

Há muuuuitos anos eu ansiava loucamente para ler o livro da Cecelia Ahern chamado "Where rainbows end". Muito antes até de saber da existência de P.S. Eu te amo (que ainda não li) e ter lido apenas o livro mais desconhecido da autora: Aqui é o melhor lugar. Infelizmente, nunca achei a versão em inglês para comprar, mas em 2014 ele foi traduzido (mas fiquei tão triste que mudaram o título!) e tive a oportunidade de ler e também assistir ao filme baseado no livro, lançado recentemente no cinema, no dia 5 de Março.

Página no Filmow
Página no Skoob








X











Simplesmente acontece é exatamente aquela história que todo mundo precisa conhecer, que pode parecer óbvia mas não deixa de encantar qualquer pessoa! Afinal, Alex e Rosie são grandes amigos de infância, que acabaram nunca se distanciando enquanto cresciam ainda que tivessem suas diferenças e empecilhos na amizade.
Primeiramente, sobre o livro, eu sempre gostei muito do estilo de escrita da Cecelia Ahern. Nesta obra em especial, ele é diferenciado, já que a trama inteira é narrado em forma de cartas, e-mails, mensagens de texto, bilhetes e coisas do gênero, mas não deixa de ter a simplicidade e sagacidade da autora em conseguir abordar os mais diferentes assuntos retratados nesta obra de maneira comovente, séria ou descontraída, conforme a situação exige, e conseguir manter pela longa narrativa temporal um ritmo de leitura que não se torna em momento algum cansativo.
Já o filme deixou um pouco a desejar para mim, pensando comparativamente com o livro, por ter sido uma história bem mais "rasa" do que o original apresenta, deixando de lado vários personagens e acontecimentos importantes para a construção da personalidade dos personagens, e a inserção de outros que sempre são bem-vindos no mundo do cinema para dar uma dramatizada a mais em qualquer história. Mas não deixa absolutamente nada a desejar na questão de produção, com figurinos, trilha sonora e fotografia maravilhosos! Não há como contestar que essa é uma escolha leve e perfeita de comédia romântica para reassistir várias vezes em dias de chuva.
Um dos meus pensamentos mais recorrentes durante a minha leitura era como um livro narrado inteiramente em cartas, e-mails, mensagens de texto, bilhetes e afins pudesse ser reproduzido cinematograficamente sem perder a essência que está tão presente nessas formas de comunicação. E confesso que mesmo não tendo se aproximado de como eu tinha imaginado, acabei ficando satisfeita com o resultado. Apesar de eu achar difícil considerar esse filme uma adaptação literária, e pensar nele mais como um filme independente que com uma "mesma base" pois as modificações foram diversas, ainda que tenha se mantido a essência do original e as alterações feitas fossem necessárias para manter o filme interessante, envolvente e com uma simplicidade mais fácil de ser transmitida. E só se tornou mais completo dentro das possibilidades, pela escolha dos atores para interpretar os personagens principais, não consigo pensar em dois atores melhores do que Lily Collins e Sam Claflin.

"Em todo o caso, minha questão é a seguinte (sim, sim, eu sei, tem uma questão): não quero ser uma dessas pessoas de quem as pessoas se esquecem com facilidade, que era tão importante naquela época, tão especial, tão influente e tão querida e, mesmo assim, anos depois se torna apenas mais um rostinho vago e uma lembrança distante. Quero que sejamos amigos para sempre, Alex."
Beijos,
Nic Kloss